Em Roma, Mujica diz que imigração é problema mundial

Ex-presidente uruguaio lançou livro na capital italiana

19:49, 28 MaiROMA ZLR
(ANSA) - Após se encontrar com o papa Francisco no Vaticano, o ex-presidente do Uruguai José Mujica afirmou nesta quinta-feira (28) que a crise migratória no mar Mediterrâneo não é um problema da Itália, mas sim do mundo.
    A declaração foi dada em Roma, durante o lançamento de um livro que reúne discursos e uma entrevista concedida pelo político a uma editora italiana. "Infelizmente, não existe um governo mundial. Não existe ninguém que se ocupe do mundo inteiro.
    Criamos uma civilização que não governamos mais, o mercado é quem nos governa, então as decisões são cegas", disse o líder sul-americano.
    Em uma sala lotada e na presença de sua mulher, Lucía Topolansky, Mujica reiterou a importância de aprender com os próprios erros e fracassos. "Os migrantes que querem atravessar o Mediterrâneo não são pobres da África, são pobres da humanidade", acrescentou.
    Realizado após uma reunião privada do ex-presidente com o Papa, o evento teve a presença do escritor italiano Roberto Saviano, famoso por suas denúncias contra a Camorra, a máfia napolitana.
    "Com Mujica, aprendemos que não são os slogans que vão mudar os rumos de um país, mas os fatos. Os representantes do governo italiano deveriam estar aqui para escutá-lo", salientou o jornalista. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en