Câmara aprova moção em favor de união civil gay

País é um dos nove da Europa que não têm legislação sobre o tema

Casais homossexuais não podem adotar e nem fazer reprodução assistida na Itália (foto: ANSA)
10:47, 11 JunROMA ZLR

(ANSA) - A Câmara dos Deputados italiana aprovou nesta quarta-feira (10) uma moção do centro-esquerdista Partido Democrático (PD) que compromete o governo a, dentro das próprias prerrogativas, intervir em favor de uma lei sobre as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo.
    Atualmente, a Itália é um dos nove países europeus que não têm legislação sobre o tema, o que impede homossexuais de terem os mesmos direitos dos casais heterossexuais. A moção chega um dia após o Parlamento da União Europeia chancelar um relatório que reconhece o termo "família gay".
    Maior partido italiano, o PD é liderado pelo primeiro-ministro Matteo Renzi, que há tempos fala em apresentar uma lei sobre as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo, mas evita lidar com o assunto diretamente para não prejudicar a aliança com as pequenas siglas de centro-direita que fazem parte de sua coalizão e que são essenciais para a manutenção do seu governo.
    Até por isso, é provável que o premier apresente uma lei referente apenas às uniões civis, e não aos matrimônios, o que continuaria impedindo os casais homossexuais de adotarem crianças ou recorrerem à reprodução assistida, por exemplo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA