Pobreza na Itália atinge 6,8% da população

Segundo instituto, o fenômeno é mais forte no sul do país

Homem pede esmola em estação de trem de Milão
Homem pede esmola em estação de trem de Milão (foto: ANSA)
11:32, 15 MarROMA ZLR

(ANSA) - Em 2014, 1,47 milhão de famílias residentes na Itália viviam na pobreza, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (14) pelo Instituto Nacional de Estatística do país (Istat). Sendo assim, o órgão estima que o número de pessoas nessa condição no fim do ano retrasado era de 4,102 milhões, ou 6,8% da população.

 

Os dados foram anunciados durante audiência na Comissão de Trabalho e Assuntos Sociais da Câmara dos Deputados. Segundo o Istat, o fenômeno é mais difundido no chamado Mezzogiorno, que engloba as regiões do sul italiano. Nessa parte da "bota", são 704 mil famílias e 1,9 milhão de indivíduos (45,5% do total do país) vivendo em situação de pobreza. Na Itália, as zonas e cidades mais populosas estão concentradas no centro-norte.

 

Como os números são referentes a 2014, ainda não refletem a discreta retomada da economia italiana e a sutil queda do desemprego verificadas em 2015, quando entraram em vigor algumas reformas promovidas pelo governo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA