Comissão na Itália rejeita cobrança de taxa do Airbnb

Site e usuários poderiam ter que pagar 21% em tributos

Comissão na Itália rejeita cobrança de taxa do Airbnb
Comissão na Itália rejeita cobrança de taxa do Airbnb (foto: Reprodução/Airbnb)
17:50, 23 NovROMA ZGT

(ANSA) - A Comissão de Orçamento da Câmara dos Deputados da Itália rejeitou nesta quarta-feira (23) uma emenda que previa a cobrança de impostos sobre pessoas que locam suas residências por um curto espaço de tempo.

 

A medida tinha impacto direto sobre o site Airbnb, que vem ganhando muito espaço nas principais cidades italianas. Pela proposta, seria criada uma taxa automática de 21% sobre o valor das locações, além de exigir um registro formal do usuário.

 

O texto, que havia sido apresentado pelo Partido Democrático (PD), do primeiro-ministro Matteo Renzi, tinha recebido críticas até mesmo do premier. Através do Twitter, ele afirmou que não iria permitir "nenhum novo imposto" nos debates para o orçamento de 2017. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA