Jovem acusa imigrantes de abuso sexual em trem na Itália

Crime teria sido cometido por dois cidadãos do norte da África

16:23, 11 FevMILÃO ZLR

(ANSA) - Uma adolescente de 16 anos diz ter sido agredida e violentada sexualmente por dois imigrantes do norte da África em um trem que viajava entre Milão e Vigevano, no norte da Itália.

O caso ocorreu na tarde da última quinta-feira (9), mas a jovem só apresentou denúncia neste sábado (11), após ter sido internada por causa de um mal-estar devido ao abuso. No hospital, descobriram que ela tinha sofrido traumatismo craniano, contusões múltiplas e a fatura de uma costela.

Questionada sobre o que teria provocado tais contusões, a adolescente revelou tudo. Segundo seu relato, ela subiu no trem acompanhada de uma amiga, que desceu logo depois e a deixou sozinha.

Neste momento, os outros únicos passageiros presentes no vagão, dois cidadãos supostamente do norte da África, se aproximaram da jovem e começaram a apalpá-la. Depois disso, passaram a agredi-la com chutes e socos. Os imigrantes saíram do trem na primeira parada e fugiram.

A Polícia agora irá atrás dos supostos agressores, em um caso que pode aumentar ainda mais a tensão por conta da crise migratória na Itália. Segundo a Organização Internacional para as Migrações, o país já recebeu mais de 9,3 mil deslocados externos em 2017, número sem igual em toda a Europa.

No mês passado, um solicitante de refúgio nigeriano já havia sido acusado de molestar uma funcionária de um centro de acolhimento em Nápoles, no sul da península, e acabou deportado. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA