Incêndios florestais atingem histórico bairro de Nápoles

Posillipo registra foco de cerca de 400m de extensão

Colina do Posillipo tem grande área em chamas (foto: ANSA)
12:20, 17 JulNÁPOLES ZGT

(ANSA) - Um incêndio florestal de grandes proporções causou a evacuação de dezenas de casas na Colina do Posillipo, área histórica da cidade italiana de Nápoles, nesta segunda-feira (17). Segundo os bombeiros, ao menos uma casa já foi destruída no local.

A vegetação está em chamas em uma extensão que tem entre 400 e 500 metros e atinge a área da zona panorâmica da via Petrarca.

Além dos profissionais, os moradores são vistos jogando baldes de água de suas sacadas em outros pequenos focos de fogo.

Nápoles é uma das cidades mais afetadas pela série de incêndios que vem atingindo toda a Itália há cerca de duas semanas. No local, o Parque Nacional do Vesúvio registra dezenas de focos de fogo há dias e o Exército chegou a ser convocado para ajudar no combate às chamas.

"Quem comete um homicídio, destrói a vida de alguém em um segundo. Quem incendeia um bosque, uma floresta, uma montanha, destrói em poucos dias aquilo que o homem e a natureza realizaram por décadas ou por séculos, em alguns casos. São seres humanos portadores da morte", escreveu o prefeito de Nápoles, Luigi de Magistris, sobre a situação no local.

"Os incêndios dessas horas, desses anos, estão destruindo as nossas paisagens, a nossa beleza e a nossa vida. O incêndio no Vesúvio é um atentado contra a nossa terra e não pode permanecer sem achar os culpados", acrescentou.

- Outras regiões:

Mais cedo, a Itália havia anunciado a prisão de um homem de 24 anos acusado de iniciar diversos focos de incêndio no Parque Nacional do Cilento e do Vale de Diano, que fica na província de Salerno, na Campânia.

O homem foi detido após ter sido flagrado ateando fogo em uma área próxima a algumas casas por um policial que estava fora de serviço e foi preso em flagrante. Com a denúncia do policial, os bombeiros e os moradores atuaram rapidamente para apagar o fogo.

A região é uma das mais afetadas pelos incêndios, com milhares de metros quadrados consumidos pelo fogo.

Outra cidade que continua a sofrer com os constantes focos de fogo é a capital italiana, Roma. As autoridades interditaram a via del Mare, no sul da cidade, por conta de um incêndio que está próximo à pista.

De acordo com os Bombeiros, foram cerca de 60 operações feitas pela corporação ao longo dessa noite em diversos pontos da cidade.

Além de alguns fovos terem origem criminosa, o tempo seco e os fortes ventos ajudam a propagar rapidamente as chamas. Ao menos duas mortes foram registradas por conta do fogo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA