Vazamentos de gás matam 6 pessoas em um dia na Itália

Mortes ocorreram por falhas em sistemas de aquecimento

Luca Baroni, Mariangela Mele e Mattia Baroni, vítimas de vazamento no Piemonte
Luca Baroni, Mariangela Mele e Mattia Baroni, vítimas de vazamento no Piemonte (foto: ANSA)
21:03, 08 JanALESSANDRIA ZLR

(ANSA) - Um vazamento de monóxido de carbono matou uma família de três pessoas em Vignole Borbera, no Piemonte, noroeste da Itália.

Os corpos de Luca Baroni, de 49 anos, de seu filho, Mattia Baroni, 20, e de sua atual companheira, Mariangela Mele, 44, foram encontrados nesta segunda-feira (8), dentro de uma casa antiga onde eles residiam.

Segundo os investigadores, o jovem estava de pijama em um sofá, a mulher, deitada na cama, e o homem, no chão, perto de uma janela.

O vazamento teria sido causado pelo mau funcionamento de uma caldeira de gás metano situada no interior da habitação. O dia exato do falecimento dos três deve ser confirmado pela autópsia.

Também nesta segunda, outras três pessoas morreram na Itália por intoxicação por monóxido de carbono, incluindo um casal de idosos de Dignano, em Friuli-Veneza Giulia, e uma mulher de Savona, na Ligúria.

Nos dois casos, suspeita-se de vazamentos no sistema de aquecimento das residências. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA