Liga e M5S se reúnem com Mattarella para definir governo

Líderes ainda não revelaram nome de candidato a premier

Liga e M5S se reúnem com Mattarella para definir governo (foto: ANSA)
10:58, 14 MaiROMA ZCC

(ANSA) - O líder do Movimento 5 Estrelas (M5S), Luigi Di Maio, e o secretário da Liga, Matteo Salvini, apresentarão nesta segunda-feira (14) ao presidente da Itália, Sergio Mattarella, o programa de governo negociado entre ambas as partes, além do nome do candidato ao cargo de primeiro-ministro.

Os dois líderes serão recebidos no Palácio do Quirinal, sede da presidência da República, em horários distintos - o líder do partido antissistema comparecerá às 14h (horário local), enquanto que Salvini irá às 18h.

Neste fim de semana, os partidos mais votados nas eleições de 4 de março se reuniram em Milão para desenhar o programa de governo na tentativa de formar um novo Parlamento, após dois meses de impasse.

Intitulado "Contrato para o Governo da Mudança", o documento inclui 20 pontos bases, como a redução dos custos da política, o combate à imigração clandestina, a inclusão de uma alíquota única no imposto de renda, a abolição da reforma previdenciária da Itália, além da "desburocratização" do país e a renda da cidadania. No entanto, Di Maio e Salvini ainda não revelaram o nome de quem assumirá o cargo de chefe de Governo.

Alguns nomes são especulados pela imprensa, como o do economista italiano Guido Tabellini, do professor Michele Geraci, do ex-diplomata Giampiero Massolo, do reitor da Universidade de Milão Gianluca Vago, da diplomata Elisabetta Belloni e do professor universitário Giuseppe Conte.

Outro nome muito cogitado foi o do economista Giulio Sapelli, que afirmou ter sido contatado por ambos os líderes e se disponibilizou totalmente para assumir o cargo de premier.

"Eu disse a eles que gostaria de dizer aos ministros que conversei com meu colega Domenico Siniscalco, porque espero tê-lo ao meu lado como ministro do Tesouro", disse Sapelli à ANSA, sobre sua possível candidatura ao cargo.

Para o economista, "o programa do governo Liga-M5S, que está atualmente em andamento, não é apenas viável, mas desejável". Entretanto, um porta-voz do M5S afirmou à ANSA que Sapelli não é o primeiro-ministro escolhido por Di Maio e Salvini. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA