100 migrantes são transferidos para perto de Roma

Grupo foi resgatado no Mediterrâneo pelo navio Diciotti

Migrantes deixaram Messina em dois ônibus
Migrantes deixaram Messina em dois ônibus (foto: ANSA)
07:48, 28 AgoROMA ZLR

(ANSA) - Cerca de 100 dos 177 migrantes resgatados pelo navio Diciotti, da Guarda Costeira da Itália, iniciaram nesta terça-feira (28) a viagem para Rocca di Papa, cidade nos arredores de Roma que receberá o grupo.

Os deslocados internacionais desembarcaram no Porto de Catânia no último fim de semana, após passar cinco dias bloqueados no navio por ordem do ministro do Interior Matteo Salvini, e deixaram o centro de acolhimento de Messina, na Sicília, em dois ônibus.

A viagem, de mais de 800 quilômetros, deve durar de 10 a 12 horas. Os veículos são escoltados por viaturas da Polícia de Estado. Outros 39 migrantes permanecem em Messina, enquanto aguardam transferência para Albânia e Irlanda.

Em Rocca di Papa, os deslocados ficarão em uma estrutura da Igreja Católica, cuja disposição em bancar o acolhimento de 100 pessoas foi determinante para Salvini autorizar o desembarque. No entanto, o lar será apenas temporário, já que os migrantes devem ser distribuídos entre várias dioceses.

No Facebook, moradores foram à página do prefeito Emanuele Crestini e criticaram a recepção dos deslocados internacionais - a maioria deles da Eritreia -, afirmando que eles levarão "doenças e delinquência" à cidade. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA