Salvini diz que governará UE com premier húngaro

Ministro italiano quer formar bloco ultranacionalista na Europa

Viktor Orbán cumprimenta Matteo Salvini em Milão, em 28 de agosto de 2018
Viktor Orbán cumprimenta Matteo Salvini em Milão, em 28 de agosto de 2018 (foto: ANSA)
15:56, 14 SetVIENA ZLR

(ANSA) - O ministro do Interior e vice-premier da Itália, Matteo Salvini, afirmou nesta sexta-feira (14) que, dentro de alguns meses, "governará" a União Europeia ao lado do primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, que pode ser alvo de sanções por violação dos valores do bloco.

A declaração foi dada em Viena, em uma coletiva de imprensa ao lado do vice-chanceler da Áustria, Heinz-Christian Strache, líder da extrema direita em seu país.

"As sanções contra o povo e o governo húngaro são um ato político, uma loucura daquela Europa de esquerda que não se rende à mudança. Estou convencido de que, em alguns meses, governaremos a Europa com Viktor Orbán", disse Salvini.

Entre 23 e 26 de maio de 2019, a União Europeia terá eleições para renovar seu Parlamento, e o vice-premier italiano espera liderar um bloco ultranacionalista para tentar assumir o poder em Bruxelas. "Em 2019, mudaremos completamente a Europa, excluindo os socialistas e colocando no centro o direito à vida, ao trabalho, à família e à segurança", acrescentou.

Salvini apoia Orbán apesar de ele ser o maior crítico do programa de redistribuição de refugiados da UE - até agora, a Hungria não recebeu um único deslocado internacional abrigado pela Itália. Nesta semana, o Parlamento Europeu aprovou a abertura de um procedimento de infração contra Budapeste, acusada de violar valores da UE ao punir quem ajuda migrantes e refugiados e comprometer a independência do Judiciário e a liberdade de imprensa.

A Hungria pode até perder o direito a voto nas instituições do bloco, mas isso dependerá de uma aprovação unânime no Conselho Europeu, órgão que reúne os líderes de todos os Estados-membros.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA