Deputada italiana convida Bolsonaro para visitar o Vêneto

O presidente eleito é descendente de cidadãos dessa região

Jair Bolsonaro prometeu extraditar o italiano Cesare Battisti
Jair Bolsonaro prometeu extraditar o italiano Cesare Battisti (foto: ANSA)
14:51, 06 NovPESCARA ZLR

(ANSA) - A eurodeputada Mara Bizzotto, expoente do partido de ultradireita italiano Liga, convidou nesta terça-feira (6) o presidente eleito Jair Bolsonaro para visitar o Vêneto, no nordeste do país europeu, em sua primeira viagem ao exterior.

O convite está em uma entrevista que será publicada na próxima edição da revista "Comunità Italiana" e se apoia nas origens vênetas do capitão reformado. "Faço publicamente um convite ao presidente Bolsonaro, para que sua primeira visita oficial ao exterior seja à Itália e para que ele venha ao Vêneto, terra de seus antepassados, à descoberta de suas raízes", disse Bizzotto, que é da região.

Segundo uma pesquisa genealógica conduzida pelo sociólogo ítalo-brasileiro Daniel Taddone, Bolsonaro é descendente de italianos do Vêneto e da Calábria, por parte de pai, e da Toscana, por parte de mãe - seu avô paterno, Angelo Bolsonaro, é de Pedreira (SP), mas filho de italianos da província vêneta de Pádua.

"Seria uma grande honra para todos nós vênetos e para a Itália. Bolsonaro tem origens distantes no Vêneto, e foi um grande orgulho ver um vêneto-brasileiro se tornar presidente", acrescentou a eurodeputada.

Bizzotto também disse estar convencida de que Bolsonaro fará "todo o possível" para extraditar Cesare Battisti. "A mamata de Battisti está para terminar, e nós ficaremos muito felizes em receber este presente que Bolsonaro nos dará em breve", completou.

Seu partido, a Liga, é liderado pelo ministro do Interior Matteo Salvini, apoiador de Bolsonaro. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA