Itália volta a ser assombrada por risco de recessão

Dados do 4º trimestre de 2018 serão anunciados pelo Istat

Itália volta a ser assombrada por risco de recessão
Itália volta a ser assombrada por risco de recessão (foto: ANSA)
20:12, 30 JanROMA ZBF

(ANSA) - Uma nova recessão econômica assombra a Itália mais uma vez. O primeiro-ministro Giuseppe Conte lançou o alerta pessoalmente nesta quarta-feira (30), dizendo que as previsões para o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre de 2018 são pouco otimistas

. Caso o prognóstico de Conte, que chegou a ser criticado pela oposição, concretize-se, será o segundo resultado negativo consecutivo do PIB italiano, o que, tecnicamente, apontaria para a entrada em uma fase de recessão.

O premier, no entanto, disse estar confiante de que, a partir do segundo semestre de 2019, a economia italiana se recuperará. "Temos uma economia que vai crescer. Devemos trabalhar juntos, projetar os instrumentos para fazer a economia crescer de modo robusto e duradouro", afirmou.

O ministro da Economia da Itália, Giovanni Tria, que está em visita oficial aos Estados Unidos, tentou acalmar os ânimos. De Washington, ele pediu para os analistas "não dramatizarem", pois, mesmo em caso de recessão técnica, "a situação italiana não mudará muito".

O veredicto chegará nas próximas horas, quando o Instituto de Estatísticas (Istat) publicará os dados dos últimos três meses de 2018, junto com uma primeira estimativa do desempenho do PIB do ano passado, com base em uma média dos trimestres.

Os analistas, que notaram uma desaceleração nas exportações e na produção industrial da Itália, apostam que o PIB do quarto trimestre ficará entre 0% e -0,2%.

Mesmo assim, o futuro da economia italiana está ligado ao desempenho do PIB alemão e europeu. Berlim já reduziu a 1% as estimativas para seu crescimento econômico neste ano. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA