Polêmica ponte de Calatrava em Veneza terá piso trocado

Atual pavimento de vidro é frágil e escorregadio

'Ponte Calatrava' custou mais de 10 milhões de euros
'Ponte Calatrava' custou mais de 10 milhões de euros (foto: Wikimedia Commons/Filippo Leonardi)
13:51, 11 FevVENEZA ZLR

(ANSA) - As placas de vidro da Ponte da Constituição, em Veneza, projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, serão substituídas por um piso de rocha vulcânica devido à sua fragilidade para suportar o peso dos pedestres.

Inaugurada em 2008, a estrutura foi apelidada de "Ponte Calatrava" e custou mais de 10 milhões de euros, frente a um orçamento previsto de 6,7 milhões, e desde o início foi motivo de polêmica na cidade.

Uma das razões é justamente seu piso de vidro, que se revelou escorregadio e perigoso nos dias de chuva e neve. A substituição do pavimento por rocha vulcânica levará 30 dias e custará cerca de 40 mil euros.

Com isso, a ponte perderá um de seus traços característicos, mas ganhará em segurança. O projeto inicial também previa uma espécie de elevador horizontal de 2 milhões de euros para transportar pessoas com dificuldades de locomoção, mas o sistema nunca funcionou plenamente. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA