Veneza poderá restringir acessos durante Carnaval

Eventos vão de 16 de fevereiro até 5 de março

Carnaval de Veneza é o mais famoso da Itália
Carnaval de Veneza é o mais famoso da Itália (foto: ANSA)
19:41, 14 FevVENEZA ZLR

(ANSA) - A Polícia de Veneza poderá desviar o fluxo de pessoas e até proibir o acesso a determinadas áreas em caso de superlotação durante os festejos do célebre Carnaval da cidade, que começa em 16 de fevereiro e vai até 5 de março.

Segundo uma diretiva emitida nesta quinta-feira (14) pelo Comando-Geral da Polícia, poderão ser tomadas ações específicas para "tutelar a circulação de pedestres no centro histórico" da capital do Vêneto.

Em caso de "notável fluxo de pessoas", a ponto de "comprometer a segurança e a fluidez da circulação", o pessoal da Polícia terá a "faculdade de desviar o tráfego de pedestres e organizá-lo com sentido único e proibições temporárias".

De acordo com o comunicado, existe a possibilidade de vetar o acesso a determinadas áreas onde a presença e o trânsito de pessoas possam criar "perigo à incolumidade pública". Desrespeitar tais regras renderá multas de 25 a 500 euros (R$ 106 a R$ 2,1 mil, segundo a cotação atual).

Nos últimos anos, a Prefeitura de Veneza instituiu pesadas sanções para quem adota comportamentos impróprios, como urinar em via pública ou pular nos canais da cidade. Por outro lado, a taxa de embarque para turistas que não pernoitam no município ainda não estará em vigor.

Tema

A edição deste ano do Carnaval mais famoso da Itália terá como tema a Lua, "inspiradora de sonhos e extravagâncias", segundo a organização.

O calendário prevê 150 eventos por toda a cidade, tendo como destaque o "Voo do Anjo", quando uma mulher sobrevoa a Praça San Marco de tirolesa - o público máximo no coração de Veneza será de 23 mil pessoas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA