Salvini diz que fusão de FCA com Renault seria 'útil' para Itália

Possibilidade de operação fez ações das empresas subirem

Presidente da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), John Elkann
Presidente da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), John Elkann (foto: ANSA)
11:19, 28 MaiMILÃO ZBF

(ANSA) - O vice-premier e ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, disse hoje (28) que uma possível fusão da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) com a Renault "parece ser uma operação útil" para a Itália e para a Europa.

 

"Parece-me uma operação útil para a Itália e para Europa para ter uma gigante no setor automotivo. Se todos respeitarem seus compromissos, parece-me justo que [as negociações] sigam nessa direção", afirmou Salvini, do partido Liga Norte, que foi o mais votado na Itália para o Parlamento Europeu nas eleições do último domingo (26).

 

O governo da França, por sua vez, também demonstrou otimismo com a possível fusão, mas destacou que espera que o país não seja prejudicado com o fechamento de fábricas e empregos.

 

"É uma grande oportunidade para a Renault", disse o ministro da Economia da França, Bruno Le Maire, em uma entrevista à agência Bloomberg, ressaltando que a operação deve aumentar os investimentos. No entanto, Le Maire ressaltou que o acordo de fusão deve fornecer garantias de que não haverá fechamento de postos de trabalho ou fábricas na França. Segundo ele, o governo francês espera uma "fusão equilibrada".

 

As ações da FCA e da Renault operam em alta nos mercados europeus nesta terça-feira, impulsionadas pela expectativa de fusão que criaria a terceira maior montadora do mundo, atrás da Volkswagen e da Toyota.

 

A FCA, de capital italiano e americano, apresentou ontem (27) um projeto de fusão com a francesa Renault. De acordo com a Fiat, a operação poderia contemplar a continuidade da aliança formada pela Renault com a Nissan e a Mitsubishi. Juntas, as quatro empresas seriam o maior conglomerado automotivo do mundo.

 

"Tenho muito respeito pela Nissan e Mitsubishi, pelos seus produtos e seu business. A nossa proposta de fusão com a Renault dará potencial para construir uma parceria global com todas as três grandes empresas, durante esse período de transformação sem precedentes da nossa indústria", afirmou o presidente da FCA, John Elkann.

 

"Ressalto que a nossa proposta à Renault é inovadora em vários pontos de vista. Propomos uma fusão com a Renault, o nosso espírito é o de encontrar um objetivo comum que ofereça vantagens a todas as empresas envolvidas, incluindo a Nissan e a Mitsubishi como parceiras", ressaltou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en