Itália prende mais de 30 suspeitos de ligação com máfia

Grupo fazia negócios nos arredores do Aeroporto de Malpensa

Grupo lavava dinheiro em estacionamentos nos arredores do Aeroporto de Malpensa
Grupo lavava dinheiro em estacionamentos nos arredores do Aeroporto de Malpensa (foto: ANSA)
08:58, 04 JulROMA ZLR

(ANSA) - O departamento antimáfia da polícia de Milão executou nesta quinta-feira (4) medidas cautelares contra 34 pessoas acusadas de envolvimento com a 'ndrangheta, uma das principais organizações mafiosas da Itália e com base na Calábria.

Segundo os investigadores, o grupo lavava dinheiro obtido com negócios ilícitos na compra de restaurantes e de terrenos para a construção de estacionamentos nos arredores do Aeroporto de Malpensa, na província de Milão.

A Justiça determinou o sequestro de duas garagens e o congelamento de metade das ações de outra. Ao todo, foram apreendidos bens que totalizam 2 milhões de euros.

A operação envolveu 400 policiais e efetuou prisões preventivas nas províncias de Milão, Ancona, Aosta, Cosenza, Crotone, Florença, Novara e Varese. Do total de detidos, 27 estão na cadeia e sete foram colocados em regime de prisão domiciliar.

Os suspeitos são acusados de associação mafiosa, extorsão, violência privada, lesões pessoais agravadas, ameaça, posse e porte abusivo de armas, posse e tráfico de drogas e fraude contra o Estado. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA