Itália deflagra operação contra grupo neonazista

Núcleo pretendia criar um partido e falava em armas e bombas

Itália deflagra operação contra grupo neonazista
Itália deflagra operação contra grupo neonazista (foto: Ansa)
13:33, 28 NovROMA ZBF

(ANSA) - A polícia da Itália deflagrou nesta quinta-feira (28) uma operação contra 19 pessoas suspeitas de extremismo de direita que pretendiam criar uma associação de cunho neonazista, xenofóbica e antissemita chamada de "Partido Nacional Socialista Italiano dos Trabalhadores".

A operação, batizada de "Sombras Negras", é resultado de uma investigação que já dura dois anos, conduzida pela Divisão de Investigações Gerais e Operações Especiais da cidade de Enna, na Sicília, e pelo Serviço Antiterrorismo. Foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão.

Além da Sicília, investigadores de Siracusa, Milão, Monza, Brianza, Bergamo, Cremona, Gênova, Imperia, Livorno, Messina, Turim, Cuneo, Padova, Verona, Vicenza e Nuoro também estão envolvidos no caso.

De acordo com a denúncia, alguns dos suspeitos chegaram a sinalizar que tinham acesso a armas e explosivos, além de recrutarem seguidores via redes sociais.

Na cúpula do grupo, está uma mulher de 50 anos que se fazia chamar de "Sargento Maior de Hitler" e tinha como função, dentro da associação, difundir ideologias xenofóbicas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA