MP pede 4 anos e 2 meses de prisão para Berlusconi

Ex-premier é réu por corrupção em atos judiciários

Silvio Berlusconi é suspeito de ter manipulado testemunhas
Silvio Berlusconi é suspeito de ter manipulado testemunhas (foto: ANSA)
13:44, 13 FevSIENA ZLR

(ANSA) - O Ministério Público de Siena pediu nesta quinta-feira (13) quatro anos e dois meses de prisão para o ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi, réu por corrupção em atos judiciários no caso "Ruby ter".

Segundo a acusação, o líder conservador subornou Danilo Mariani, pianista que participava de suas festas (apelidadas de "bunga-bunga"), para induzi-lo a prestar falso testemunho sobre suas noitadas com prostitutas.

O MP de Siena também pediu quatro anos e meio de cadeia para Mariani, que é réu por falso testemunho e corrupção em atos judiciários. Berlusconi teria mascarado o pagamento de 3 mil euros mensais ao pianista com o título de "reembolso de despesas".

Como as supostas propinas teriam sido pagas em Siena, o caso é julgado na cidade toscana, mas também há desmembramentos do "Ruby ter" em outros municípios da Itália, como Milão, Roma, Turim, Pescara, Treviso e Monza.

Esses inquéritos nasceram do processo "Ruby", no qual o ex-primeiro-ministro foi absolvido dos crimes de prostituição de menores e abuso de poder. O nome faz referência à modelo ítalo-marroquina Karima el Mahroug, pivô do escândalo sexual que abalou a imagem de Berlusconi.

Entre 2010 e 2014, o ex-premier teria gastado mais de 10 milhões de euros para manipular testemunhas em seus julgamentos. Berlusconi já foi condenado em última instância por fraude fiscal, pena descontada com um ano de serviços sociais, e hoje é deputado do Parlamento Europeu. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA