Itália envia médicos para avaliar passageiros em cruzeiro

País tem cerca de 35 cidadãos em navio isolado no Japão

Navio Diamond Princess está isolado há duas semanas no Japão
Navio Diamond Princess está isolado há duas semanas no Japão (foto: EPA)
20:17, 18 FevROMA ZLR

(ANSA) - A Itália enviará uma equipe médica ao navio Diamond Princess, que está bloqueado na Baía de Yokohama, no Japão, para avaliar a possibilidade de repatriação de seus cidadãos que estão a bordo do cruzeiro.

O voo parte nesta quarta-feira (19), em meio à escalada do número de casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no transatlântico, que já chegou a 542. "Estamos trabalhando para que tudo seja feito com máxima atenção e precisão", disse o ministro das Relações Exteriores Luigi Di Maio.

Após a avaliação das condições dos italianos a bordo do Diamond Princess, um Boeing da Aeronáutica Militar evacuará aqueles que não apresentarem sintomas. O grupo ainda passará um período de quarentena em seu retorno à Itália.

O navio de cruzeiro está bloqueado há duas semanas e leva 35 cidadãos italianos - a maioria tripulantes -, sendo que um já testou positivo para o novo coronavírus. Trata-se de um passageiro em férias com a esposa.

O paciente também deve ser evacuado, porém apenas em um segundo momento e com um avião exclusivo para ele. Não se sabe ainda quantos italianos aceitarão a repatriação. Até o momento, a epidemia já matou cerca de 2 mil pessoas, segundo novo balanço divulgado pelas autoridades da China, e contaminou mais de 75 mil. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA