Itália tem 14 mortes e mais de 520 infecções por coronavírus

Segundo as autoridades, 37 pessoas se recuperaram na Lombardia

Tendas da proteção civil para emergência do coronavírus em Piacenza, norte da Itália
Tendas da proteção civil para emergência do coronavírus em Piacenza, norte da Itália (foto: ANSA)
15:55, 27 FevROMA ZCC

(ANSA) - As autoridades da Itália anunciaram nesta quinta-feira (27) que ao menos 14 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus (Covid-19) e 528 estão contaminadas.

O novo balanço foi apresentado pelo chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli, e inclui 42 casos de pacientes recuperados, sendo 37 na região da Lombardia, 3 no Lazio e 2 na Sicília.

"Boas notícias vieram da região da Lombardia: 37 pessoas infectadas se recuperaram", afirmou Borrelli, ressaltando que nesta parte do território italiano há 305 cidadãos contaminados.

Segundo o comissário de emergência, no entanto, o número de mortos pode sofrer alteração até o final do dia porque o governo italiano ainda está "aguardando os resultados do Instituto Superior de Saúde da Itália (ISS) para o status oficial".

Até o momento, os casos italianos se concentram sobretudo nas regiões da Lombardia, com 305, e do Vêneto, com 98, ambas no rico e industrializado norte do país.

Outras nove regiões da Itália também já foram afetadas: Emília-Romagna (97 casos), Ligúria (11), Lazio (3), Sicília (3), Toscana (2), Campânia (2), Piemonte (2), Trentino-Alto Ádige (1), Abruzzo (1).

De acordo com os dados, dos 528 casos positivos para coronavírus, 278 pessoas estão em isolamento domiciliar, 159 hospitalizadas com sintomas da doença e 37 em terapia intensiva.

Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, explicou que 0,1% dos municípios italianos são afetados pela epidemia de coronavírus. Já as pessoas em quarentena representam 0,089% da população total e o território italiano isolado é 0,01%.

Durante coletiva de imprensa, os funcionários da Farnesina distribuíram um mapa com os números atualizados. "Em um total nacional de 301.000 km², os territórios isolados representam na Lombardia 0,5% da área lombarda (0,04% do território nacional), no Vêneto 0,2% de extensão (0,01% do território nacional)", explica o documento.

O Ministério das Relações Exteriores ainda informou que é possível circular em todos os 7.904 municípios, exceto nos seguintes: na Lombardia - Codogno, Castiglione d'Adda, Casalpusterlengo, Fombio, Maleo, Somaglia, Bertonico, Terranova dei Passerini, Castelgerundo e San Fiorano -, no Vêneto - Vò Euganeo.

"Temos a percepção no mundo de uma Itália afetada em todo território, mas estamos falando de áreas delimitadas, é importante não participar dessa desinformação que causará mais danos do que o mesmo risco de uma epidemia", afirmou Di Maio.

O chanceler italiano também fez um "apelo a todos que amam a Itália". "É importante neste momento divulgar esses números.Durante dois dias todas as embaixadas e redes consulares têm sido ativas na transferência para os governos de todo o mundo todas as informações corretas sobre o que está acontecendo", finalizou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA