Itália tem 21 mortes e mais de 820 infecções por coronavírus

Até o momento, pelo menos 46 pessoas estão recuperadas

O novo balanço foi divulgado pelo chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli, durante coletiva de imprensa (foto: )
16:26, 28 FevROMA ZCC

(ANSA) - As autoridades italianas informaram nesta sexta-feira (28) que a epidemia pelo novo coronavírus (Covid-19) provocou a morte de mais quatro pessoas, elevando o número total de vítimas a 21, e deixou 821 infectados.

O novo balanço foi divulgado pelo chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli, durante coletiva de imprensa. Segundo ele, todas as vítimas são idosas e a maioria já sofria de outros problemas de saúde.

A quantidade de atingidos pela doença, no entanto, deve sofrer alteração, porque as autoridades decidiram examinar apenas quem apresenta sintomas, esteve em contato com uma pessoa infectada ou passou por áreas de risco.

O Instituto Superior da Saúde (ISS), por sua vez, ainda divulgará seu novo balanço, mas no último compilado havia informado que o número de casos certificados é de 282.

Durante a coletiva, o comissário italiano ainda explicou que na região do Vêneto 151 indivíduos testaram positivo para o Sars-CoV-2. Deste número total, 95 estão sem sintomas, 33 estão recuperados e nove são acompanhados na terapia intensiva.

Já em Vo' foram totalizados 70 casos, seguido de Treviso, com 23, Veneza(10), Limena (9), Mirano (5) e Vicenza (3).

"O fato importante é que metade dos infectados (412) não apresenta sintomas e, portanto, não precisa de internação.Outras 345 pessoas estão hospitalizadas com sintomas e 64 em terapia intensiva. A assistência à população continua", finalizou Borrelli.

Até o momento, pelo menos 46 infectados pelo novo coronavírus já estão recuperados. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA