Casos de coronavírus na Itália ultrapassam os 17 mil

País também contabiliza 1.266 mortes na epidemia

Operador sanitário lança desinfetante em frente à Estação Central de Milão (foto: ANSA)
11:44, 14 MarROMA ZLR

(ANSA) - O número de mortos na epidemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Itália chegou a 1.266, segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (13) pela Defesa Civil. Isso representa um aumento de 250 vítimas em 24 horas.

Já a cifra de contágios atingiu 17.660 (+2.547), incluindo 14.955 casos ainda ativos (+2.116) e 1.439 pacientes curados (+181). Desde 28 de fevereiro, quando a Defesa Civil passou a divulgar apenas um balanço por dia, a epidemia de Sars-CoV-2 avança a uma taxa média diária de 24,07%.

 

O crescimento nos casos entre 12 e 13 de março foi de 16,85%, atingindo o segundo dia seguido de queda. Dos 14.955 contágios ativos, 7.426 pessoas estão internadas com sintomas, 6.201 estão em isolamento domiciliar, e 1.328 estão em terapia intensiva. Já as mortes se concentram sobretudo na Lombardia (890), epicentro da epidemia na Itália, e na vizinha Emilia-Romagna (201).

 

Também ocorreram falecimentos nas regiões do Piemonte (46), do Vêneto (42), de Marcas (27), da Ligúria (17), do Lazio (11), de Friuli Veneza Giulia (10), da Toscana (cinco), da Puglia (cinco), de Trentino-Alto Ádige (quatro), da Sicília (dois), de Abruzzo (dois), da Campânia (dois), do Vale de Aosta (um) e da Úmbria (um).

 

Segundo o Instituto Superior da Saúde (ISS), órgão subordinado ao governo, os mortos tinham idade média de 80,3 anos. Das 107 províncias e regiões metropolitanas da Itália, apenas uma não tem ainda nenhum caso do novo coronavírus: Isernia, na região de Molise, sul do país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA