Itália tem maior número de mortes diárias por Covid em 1 semana

País registrou 262 óbitos nesta quinta, segundo Defesa Civil

Italiana praticando atividade física em Roma (foto: AFP)
18:56, 14 MaiROMA ZLR

(ANSA) - A Itália registrou nesta quinta-feira (14) o maior número de mortes diárias na pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) em uma semana, com 262 óbitos.

Segundo a Defesa Civil, essa é a maior quantidade de falecimentos em um dia desde 7 de maio, quando haviam sido confirmadas 274 mortes. Agora o total de óbitos no país é de 31.368.

Por outro lado, o número de novos casos se manteve abaixo de mil nesta quinta-feira, com 992 (na quarta haviam sido 888), elevando o total de contágios já diagnosticados na Itália para 223.096.

O número de pacientes curados chegou a 115.288, 2.747 a mais que na quarta, enquanto a cifra de casos ativos caiu pelo 18º dia seguido, totalizando 76.440. No início do mês, a Itália contabilizava 100 mil pessoas ainda infectadas pelo novo coronavírus.

Do total de casos ativos, 855 são de pacientes em UTIs, índice que vem diminuindo de forma seguida há mais de um mês, o que significa menos pressão sobre o sistema de saúde nacional.

 

O país iniciou no último dia 4 de maio um percurso de retomada gradual das atividades sociais e econômicas, com a reabertura de parques e a liberação de visitas a parentes ou relações afetivas, desde que realizadas dentro da mesma região.

Além disso, o governo autorizou na mesma data a volta dos setores de construção civil e manufatura e dos serviços de comida para viagem em restaurantes, bem como de sessões de treinamento individual para esportistas.

A reabertura do varejo, de salões de beleza e de restaurantes para consumo no local está prevista para a próxima segunda-feira (18), mas o governo já indicou que pode acelerar ou retardar o cronograma de acordo com a evolução epidemiológica. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA