Itália fará testes rápidos anti-Covid nos aeroportos

Medida deve entrar em vigor nos próximos dias

Aeroporto de Fiumicino é um dos que fará os testes rápidos para quem voltar dos países de risco
Aeroporto de Fiumicino é um dos que fará os testes rápidos para quem voltar dos países de risco (foto: ANSA)
14:12, 13 AgoROMA ZGT

(ANSA) - O Ministério da Saúde da Itália anunciou nesta quinta-feira (13) que, nos próximos dias, serão realizados testes rápidos para detectar a Covid-19 nos principais portos, aeroportos e postos de fronteiras do país como parte dos esforços para evitar a disseminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Os locais atenderão os passageiros que não tem um teste negativo feito nas últimas 72 horas anteriores à viagem - regra que passou a valer a partir desta quarta-feira (12) - para voltar da Croácia, Grécia, Malta e Espanha.

Entre os aeroportos que já anunciaram que terão a testagem rápida, estão os localizados na região do Vêneto e o de Fiumicino, em Roma.

A preocupação se justifica por conta na alta das contaminações que vem sendo registrada nas últimas semanas, especialmente, de viajantes que retornam das férias nos quatro países citados na ordem. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA