Salvini é agredido por mulher em comício na Toscana

Agressora rasgou a camisa e rompeu correntinha do senador

Salvini tem promovido intensa agenda de comícios na Toscana
Salvini tem promovido intensa agenda de comícios na Toscana (foto: ANSA)
10:14, 09 SetPONTASSIEVE ZLR

(ANSA) - O líder da oposição na Itália, senador Matteo Salvini, foi atacado por uma mulher durante um comício em Pontassieve, na região da Toscana, nesta quarta-feira (9).

A agressora rasgou a camisa do ex-ministro do Interior e rompeu a correntinha que ele usava no pescoço. As forças de ordem intervieram imediatamente e identificaram a mulher como uma imigrante originária do "Congo", mas não especificaram se trata-se da República do Congo ou da República Democrática do Congo.

Agentes disseram que ela estava em "evidente estado de alteração". Segundo o jornal La Repubblica, a mulher trabalha na Prefeitura de Pontassieve e não tem passagens anteriores pela polícia.

Ela estaria voltando do trabalho quando se deparou por acaso com apoiadores do partido de extrema direita Liga ao redor de Salvini. A mulher teria aproveitado a ocasião para agarrá-lo pela camisa, mas ainda não se sabe o motivo de seu ato.

"Todo mundo pode ter ideias políticas, futebolísticas e religiosas diferentes, mas violência, não. Eu posso comprar outra camisa, mas tirar do meu pescoço um rosário presenteado por um padre é algo que não pode acontecer, e aquela pessoa deveria se envergonhar", disse o senador.

Histórico bastião da esquerda italiana, a Toscana é uma das sete regiões que irão às urnas em 20 e 21 de setembro para escolher novos governadores.

Salvini tem promovido uma intensa agenda de comícios nas cidades toscanas para levar a direita ultranacionalista e anti-imigração a uma inédita vitória na região.

Sua candidata, a eurodeputada Susanna Ceccardi, aparece nas pesquisas em empate técnico com o postulante de centro-esquerda Eugenio Giani, atual presidente da Assembleia Regional. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA