Suíça inclui região italiana em lista de áreas de risco de Covid

Quem chegar da Ligúria terá de cumprir quarentena no país alpino

Praça em Gênova, capital da Ligúria
Praça em Gênova, capital da Ligúria (foto: ANSA)
14:23, 25 SetGENEBRA ZLR

(ANSA) - O governo da Suíça atualizou nesta sexta-feira (25) sua lista de países e regiões com alto risco de infecção pelo coronavírus Sars-CoV-2.

A nova relação inclui nações como Dinamarca, Bélgica, Irlanda, Portugal e Reino Unido, além da região da Ligúria, no noroeste da Itália. A lista entrará em vigor no dia 28 de setembro e determina que viajantes provenientes dessas zonas cumpram quarentena de 10 dias ao entrar na Suíça.

O rol de áreas consideradas de alto risco pelo governo suíço tem 59 países, incluindo Brasil e Estados Unidos, diversas regiões e territórios da França e da Áustria, além da Ligúria.

Após a divulgação da nova "lista vermelha", o governo lígure enviou uma carta às autoridades diplomáticas suíças, afirmando que a decisão se baseia em dados "heterogêneos" e expressando seu desejo de que Berna "reconsidere" a medida.

A exigência de quarentena na Suíça passa a valer quando determinado país ou região supera o índice de 60 novos casos por cada 100 mil habitantes em um período de 14 dias. A Ligúria chegou a uma média de 70 contágios por cada 100 mil habitantes em duas semanas, mas o governo local afirma que isso se deve a um foco específico na província de La Spezia.

"O restante do território lígure permanece abaixo do parâmetro indicado", diz um comunicado oficial da Ligúria. Com 1,55 milhão de habitantes, a região concentra 12.944 casos e 1.597 mortes na pandemia de coronavírus, enquanto a Itália inteira tem 306.235 contágios e 35.801 óbitos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA