Itália supera marca de 8 mil casos em 24h; mortes dobram

Testagem para coronavírus em Roma, capital da Itália
Testagem para coronavírus em Roma, capital da Itália (foto: ANSA)
19:11, 15 OutSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Itália registrou nesta quinta-feira (15) um novo recorde de casos do coronavírus Sars-CoV-2 para um único dia, com 8.804 contágios em 24 horas, superando os 7.332 da última quarta (14).

Antes disso, a maior marca havia sido registrada em 21 de março (6.557), quando o país atravessava o pico da pandemia. Além disso, de acordo com o Ministério da Saúde, o número de mortes por dia quase dobrou, passando de 43 na quarta-feira para 83 nesta quinta.

Essa é a maior cifra de óbitos em 24 horas desde 5 de junho, quando haviam sido contabilizadas 85 vítimas. Apesar do crescimento, a curva de mortes ainda está longe do pico da pandemia: em 27 de março, a Itália chegou a ter 919 falecimentos registrados em um único dia.

 

Segundo o Ministério da Saúde, o país contabiliza agora 381.602 casos e 36.372 mortes desde o início da crise. O crescimento das infecções, no entanto, também pode ser explicado pela melhora da capacidade de processamento de exames RT-PCR para o novo coronavírus.

De acordo com o boletim do governo, foram concluídos 162.932 testes nesta quinta-feira, número recorde para um único dia, contra os 26.336 de 21 de março.

Médias móveis

O balanço desta quarta-feira fez a média móvel de casos em sete dias subir para 6.173, cifra 230% maior que a registrada duas semanas atrás e novo recorde na Itália. Até então, a maior marca era de 26 de março, com 5.643.

A média móvel de óbitos subiu para 41, alta de 111% na comparação com 14 dias atrás. Esse é o maior valor desde 22 de junho, com os mesmos 41, mas ainda está longe da média de 814 mortes registrada em 2 de abril, recorde até agora.

 

O país também contabiliza 245.964 pacientes curados e 99.266 casos ativos, maior cifra desde 4 de maio (99.980), ainda antes do fim do lockdown. Do total de pessoas com contágios ativos, 586 estão internadas em UTIs, 47 a mais que na terça-feira.

Apesar desse crescimento nos números da pandemia, o governo italiano descarta impor um novo lockdown nacional. (ANSA) 

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA