Região italiana ordena fechamento de shoppings no fim de semana

Piemonte, no norte do país, vem enfrentando 2ª onda da Covid

Piemonte fechará shoppings e centros comerciais no fim de semana para evitar a disseminação do novo coronavírus (foto: ANSA)
15:44, 20 OutTURIM ZGT

(ANSA) - O governador da região de Piemonte, no norte da Itália, Alberto Cirio, anunciou que assinará nesta terça-feira (20) uma ordem executiva determinando o fechamento de todos os centros comerciais e shoppings durante todo o próximo fim de semana. A ideia é frear o avanço dos contágios do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

"Nesta noite, vou assinar a ordem que fecha os centros comerciais não alimentares em todo o território regional. Ficarão abertos apenas centros alimentares e farmácias, que são gêneros de primeira necessidade", disse Cirio em entrevista ao canal "La7".

Essa é a segunda medida restritiva anunciada pelo governo regional nesta semana, já que a área é uma das que mais sofre com a nova onda de casos de Covid-19. No dia 16, as autoridades anunciaram a implementação do toque de recolher entre às 23h e às 5h.

Situada no norte da Itália, a região de Piemonte tem como capital a cidade de Turim e possui cerca de 4,3 milhões de habitantes. Atualmente, é a segunda em números absolutos de novas contaminações, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados até esta segunda-feira (19), com 44.923 infecções desde fevereiro - atrás apenas da Lombardia.

Já o governo regional informa que as cidades mais afetadas pela pandemia são a capital Turim, com 2.375 casos ativos nesta terça-feira, e Novara, com 424. O Ministério da Saúde informa que, ao todo, são 10.607 casos ativos na região - número que não considera mortes e curas.

A taxa de novos casos diários está na faixa dos 900 por dia e a região tem 883 pessoas internadas em departamentos hospitalares com sintomas da Covid-19 e 61 em unidades de terapia intensiva (UTIs). O Piemonte contabiliza ainda 4.203 vítimas desde fevereiro.

- Prefeita de Turim decreta toque de recolher parcial:

A prefeita de Turim, Chiara Appendino, anunciou que assinará nesta quarta-feira (21) uma ordem executiva impondo toque de recolher após às 21h em áreas específicas da cidades como forma de tentar frear o avanço da pandemia.

As primeiras áreas afetadas são consideradas as mais críticas: Piazza Santa Giulia, rua Matteo Pescatore e Piazza Montanaro. “Iniciaremos nessas áreas analisando a situação para aplicar melhor os provimentos e estendê-los, eventualmente, a outras áreas”, disse Appendino.

A líder municipal, uma das mais críticas ao novo decreto de Roma que deu aos prefeitos a possibilidade de decidir sobre os toques de recolher, informou que conversará também com a ministra do Interior, Luciana Lamorghese, e com líderes regionais e de categorias sobre como funcionará o bloqueio. (ANSA).

   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA