Alemanha coloca metade da Itália em áreas de risco de Covid

Os dois países enfrentam segunda onda da pandemia

Fronteira entre Itália e Suíça em Chiasso
Fronteira entre Itália e Suíça em Chiasso (foto: EPA)
14:05, 22 OutBERLIM ZLR

(ANSA) - O governo da Alemanha inseriu 11 das 20 regiões da Itália na lista de áreas de risco devido à disseminação do novo coronavírus.

A nova lista entrará em vigor no próximo sábado (24), e todas as pessoas que chegarem desses lugares precisarão fazer exame para Covid-19 e ficar em quarentena por 14 dias.

A relação de áreas de risco na Itália inclui as regiões de Abruzzo, Emilia-Romagna, Friuli Veneza Giulia, Lazio, Lombardia, Piemonte, Sardenha, Toscana, Umbria, Vale de Aosta e Vêneto, além da província autônoma de Bolzano.

Polônia, Suíça e quase todo o território da Áustria também foram inseridos na lista de zonas de risco de Covid-19.

A Itália vem registrando recordes seguidos nos casos diários de Sars-CoV-2, e o número de mortos em 24 horas - 136 nesta quinta-feira - voltou ao patamar da segunda metade de maio, quando o país havia acabado de sair de dois meses de lockdown.

A Alemanha também registrou recorde de contágios nesta quinta, com 11.287, porém os dois países fazem agora muito mais testes do que no início da pandemia. A Itália soma 465.726 casos e 36.968 mortes, enquanto a Alemanha, com população um terço maior, tem 397.922 contágios e 9.913 óbitos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA