Calábria estuda decretar toque de recolher para conter pandemia

Medidas devem entrar em vigor a partir da próxima segunda (26)

Medidas devem entrar em vigor a partir da próxima segunda (26)
Medidas devem entrar em vigor a partir da próxima segunda (26) (foto: ANSA)
20:34, 22 OutCATANZARO ZCC

(ANSA) - O governador da Calábria em exercício, Nino Spirlì, está estudando implementar novas medidas restritivas para conter o avanço do coronavírus Sars-CoV-2 em toda a região, incluindo um toque de recolher noturno e aulas à distância.

A expectativa é de que o novo decreto entre em vigor a partir da próxima segunda-feira (26) e seja válido para todos os cidadãos por pelo menos duas semanas.

A decisão, antecipada em um áudio compartilhado aos prefeitos e vereadores regionais, segundo relatos, foi tomada devido ao aumento no número de casos de Covid-19 nos últimos dias. Ontem, a Calábria registrou 136 novas infecções, enquanto que hoje foram 187, recordes diários absolutos mesmo em comparação com a primeira fase da pandemia.

Segundo informações preliminares, as novas regras preveem a proibição da circulação noturna das 24h às 5 da manhã do dia seguinte e a introdução de ensino à distância em escolas de ensino fundamental e médio.

Além disso, as visitas de familiares de pacientes internados em hospitais serão barradas e os acompanhantes não poderão acessar os consultórios durante consultas médicas.

Até o momento, não há nenhuma determinação oficial, porque Spirlì está realizando consultas com as autoridades locais sobre o novo decreto antes de assiná-lo.

Com a decisão do governo da Itália de não decretar um segundo lockdown de âmbito nacional, algumas administrações regionais, como Lombardia, Lazio, Campânia, resolveram apostar no toque de recolher para conter a pandemia.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA