Itália bate novo recorde e tem mais de 21 mil casos em 24h

Número de mortes, no entanto, caiu em relação ao último balanço

Região da Lombardia continua sendo o epicentro da doença no país
Região da Lombardia continua sendo o epicentro da doença no país (foto: ANSA)
14:35, 25 OutROMA ZCC

(ANSA) - A Itália registrou neste domingo (25), pelo quinto dia consecutivo, um recorde no número de novos casos de Covid-19: foram contabilizados 21.273 contágios no período de 24 horas, informou o boletim do Ministério da Saúde.

Ao todo, o país soma 525.782 infectados desde o início da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

De acordo com a pasta, o número de pessoas contaminadas em um dia tem crescido, enquanto a quantidade de testes realizados para detectar a doença está diminuindo. No último período, foram feitos 161.880 exames, 15,7 mil a menos que ontem (24).

A Lombardia ainda apresenta o maior número de novos casos diários, com 5.762, o que representa praticamente que mais de um novo infectado em 4 está no território mais afetado pela pandemia na Itália.

Outras seis regiões também registraram um aumento considerável na quantidade de pessoas contaminadas. São elas: Campânia (+2.590), Piemonte (+2.287), Toscana (+1.863), Lazio (+1.541), Vêneto (+1.468) e Emilia-Romagna (+1.192). As sete localidades têm pouco mais de 78% do total de novos contágios.

Por outro lado, o número de vítimas recuou em relação ao último boletim: foram 128 óbitos, elevando o total de falecimentos desde fevereiro para 37.338. No sábado, haviam sido 151 mortes, maior número desde maio.

Os casos ativos, que consideram os dados de mortes e recuperados, subiram 19.059, chegando a 222.241 pessoas com a Covid-19 no momento.

Já a quantidade de cidadãos considerados curados, conforme o Ministério da Saúde, foi 2.086 em 24 horas, elevando o número total desde o início da pandemia para 266.203.

Os recordes de casos e mortes pelo coronavírus nos últimos dias fizeram o primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciar regras mais rígidas para tentar conter a segunda onda da pandemia. Além de fechar piscinas, academias, cinemas e teatros, o governo determinou que bares, restaurantes, confeitarias e sorveterias funcionem somente até às 18h (horário local). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA