Itália começa a planejar distribuição de vacinas anti-Covid

País prevê receber as primeiras doses já em 2020

Mundo vive corrida contra o tempo para desenvolver vacina contra o novo coronavírus
Mundo vive corrida contra o tempo para desenvolver vacina contra o novo coronavírus (foto: EPA)
12:43, 11 NovROMA ZLR

(ANSA) - O governo da Itália montou um grupo de trabalho para organizar a logística da distribuição das futuras vacinas contra o coronavírus Sars-CoV-2 por todas as regiões do país.

O comitê está ativo desde 4 de novembro e é formado por 15 especialistas, sob coordenação de Gianni Rezza, diretor de prevenção do Ministério da Saúde.

No entanto, segundo fontes do governo consultadas pela ANSA, o responsável pelo plano de distribuição das vacinas será Domenico Arcuri, que já coordena as ações de combate à pandemia.

Autoridades políticas italianas já deram diferentes prazos para o início da vacinação, mas a expectativa é de que as primeiras doses estejam disponíveis no fim deste ano.

A União Europeia já garantiu a compra de 1,4 bilhão de unidades de quatro candidatas a imunizantes contra o Sars-CoV-2, incluindo as medicações desenvolvidas pela Universidade de Oxford, pela Johnson & Johnson, pela Sanofi e pelo consórcio Biontech/Pfizer. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA