Itália volta a ultrapassar 800 mortes por Covid em 24h

Aula em praça de Turim para driblar fechamento de escolas de ensino médio
Aula em praça de Turim para driblar fechamento de escolas de ensino médio (foto: ANSA)
14:04, 26 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Itália voltou a ultrapassar a marca de 800 mortes por Covid-19 em um único dia, chegando nesta quinta-feira (26) a 52.850 vítimas na pandemia.

Segundo boletim do Ministério da Saúde, foram confirmados 822 óbitos em 24 horas, quinta maior cifra diária desde o início da crise sanitária - o recorde é de 27 de março, com 919 mortes.

O balanço também contabiliza 29.001 novos casos, elevando o total de contágios pelo novo coronavírus para 1.509.875. A média móvel de diagnósticos positivos em sete dias manteve a tendência de queda e chegou a 28.766, menor número desde 4 de novembro (28.661).

O lockdown em sete das 20 regiões da Itália e na província de Bolzano, o toque de recolher noturno em todo o território nacional e o fechamento de museus, escolas de ensino médio, cinemas e academias conseguiram desacelerar a curva de contágios na "segunda onda" da pandemia, que chegou a registrar 40 mil casos por dia.

No entanto, assim como na primeira fase da crise, entre março e maio, os efeitos nos números diários de mortes demoram mais para aparecer. A Itália ainda soma 661.180 pacientes curados e 795.845 contágios ativos, sendo 3.846 na UTI, dois a menos que na quarta-feira.

É a primeira vez na "segunda onda" da pandemia que a cifra de internados em terapia intensiva no país diminui de um dia para o outro. (ANSA)

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA