'Vacina deve funcionar contra variante de vírus', diz ministro italiano

Speranza assinou decreto para suspender voos do Reino Unido

Speranza assinou decreto para suspender voos do Reino Unido
Speranza assinou decreto para suspender voos do Reino Unido (foto: EPA)
12:58, 20 DezROMA ZCC

(ANSA) - O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, afirmou neste domingo (20) que a vacina contra a Covid-19 deve funcionar para combater a mutação do coronavírus Sars-CoV-2, descoberta no Reino Unido.

"É uma variante que torna o vírus mais rápido. A primeira informação diz que não parece causar mais danos, mas produz mais infecções e isso continua sendo um problema muito sério", explicou em entrevista ao "In Mezz'ora", conduzido por Lucia Annunciata.

Segundo o ministro italiano, de acordo com as primeiras informações, "parece que as vacinas podem funcionar de qualquer maneira, mas são necessárias mais dados sólidos".

O governo italiano já está realizando estudos para analisar as sequências genômicas encontradas no país. "Temos que fazer absolutamente todas as verificações necessárias".

Hoje, Speranza assinou um decreto que prevê a suspensão dos voos com partida da Grã-Bretanha e proíbe a entrada na Itália de quem passar pelo país nos últimos 14 dias.

A medida ainda determina que quem já estiver na Itália e passou pelo Reino Unido será obrigado a fazer um teste para detectar o novo coronavírus ou entrar em contato com os departamentos de prevenção do território italiano.

"A variante da Covid, recentemente descoberta em Londres, é preocupante e terá de ser investigada pelos cientistas. Enquanto isso, vamos escolher o caminho da máxima prudência", acrescentou Speranza.

Após a nova regra ser oficializada, o governador do Lazio, Nicola Zingaretti, disse que "a escolha do governo italiano de bloquear os voos de Londres é boa" e no aeroporto de Fiumicino, em Roma, já está preparado um local para os passageiros que já estão viajando para realizarem exames de Covid-19. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA