Itália vacinou 1% da população em 15 dias de campanha

País é o oitavo em ranking de imunização liderado por Israel

Vacinação contra o novo coronavírus em Turim, na Itália
Vacinação contra o novo coronavírus em Turim, na Itália (foto: ANSA)
08:53, 11 JanROMA ZLR

(ANSA) - Cerca de 643 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus na Itália, o que equivale a 1% da população nacional.

O último balanço da campanha de imunização, iniciada no dia 27 de dezembro, foi publicado na noite de domingo (10) pelo governo italiano e totaliza exatos 643.219 indivíduos vacinados.

Segundo o site de estatísticas Our World in Data, a Itália é o oitavo país no mundo com maior índice de pessoas imunizadas, atrás de Israel (20,93%), Emirados Árabes Unidos (10,99%), Bahrein (5,25%), EUA (2,02%), Dinamarca (1,98%), Reino Unido (1,94%) e Islândia (1,43%).

Até o momento, as autoridades sanitárias italianas aplicaram 70% das doses já entregues, todas elas do consórcio formado pela empresa alemã Biontech e pela multinacional americana Pfizer - nos próximos dias, o país deve receber os primeiros lotes do imunizante da Moderna.

A região da Campânia lidera o ranking de vacinação na Itália, com 100% das doses utilizadas. Já a Calábria, que usou 42,7% das unidades disponibilizadas, está no outro extremo da classificação, logo atrás da Lombardia (44,1%), epicentro da pandemia no país.

Essa primeira etapa da vacinação na Itália inclui apenas trabalhadores da área da saúde (518.150), funcionários "não sanitários" (83.394) e hóspedes de asilos e clínicas para idosos (41.675).

Até o momento, a Itália totaliza quase 2,3 milhões de casos do coronavírus Sars-CoV-2 e 78.755 mortes. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA