Brasileiro é candidato a 'príncipe' de cidade italiana

Seborga afirma ser um 'principado' que quer se separar da Itália

Principado de Seborga elegerá um novo líder em maio
Principado de Seborga elegerá um novo líder em maio (foto: Ansa)
16:14, 08 JanSEBORGA ZGT

(ANSA) - A comuna italiana de Seborga, que fica na província de Impéria, na região da Ligúria, está prestes a eleger um novo "príncipe" para seu governo. E até um brasileiro se candidatou ao cargo.

Isso porque, a pequena cidadela de menos de 400 habitantes, se autoproclamou um Estado e diz que nunca houve nenhum documento que ligasse a cidade à Itália.

Com isso, o autoproclamado príncipe Marcello I (que tem como nome de batismo Marcello Menegatto), de 39 anos, vai deixar o cargo. O "príncipe", que é natural de Lecce, está há quase sete anos "no poder", desde 25 de maio de 2010, e disse que concorreria a um novo mandato "apenas se os cidadãos pedissem".

As eleições estão marcadas para maio e, além do brasileiro - que não teve a identidade revelada -, há candidatos da Espanha e da Estônia. Os pré-requisitos para o cargo são: morar em Seborga, não ter ficha criminal e conhecer a língua italiana, explica a "ministra" Maria Carmela Serra.

Apesar de ninguém reconhecer a independência da comuna, o "principado" conta com brasão e até moeda própria. Marcello I é o segundo "príncipe" local. Ele sucedeu Giorgio I (Giorgio Carbone), o autoproclamado príncipe. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA