Museu em Florença terá entrada com reconhecimento facial

Medida tem objetivo de eliminar "mercado negro"

 Museu em Florença terá entrada com reconhecimento facial
Museu em Florença terá entrada com reconhecimento facial (foto: Ansa)
19:37, 09 MarFLORENÇA ZAR

(ANSA) - O Museu dell'Opera del Duomo de Florença anunciou nesta quinta-feira (9) que além de bilhetes vai usar um sistema de reconhecimento facial para a entrada daqueles que visitam o local.
   

A iniciativa, revelada pelo presidente do museu Franco Lucchesi, tem o objetivo de tentar eliminar a prática de alguns guias turísticos que revezam apenas um bilhete entre diversos visitantes para acessar diferentes espaços do local, uma espécie de "mercado negro".
   

Com o novo sistema, cada vez que o visitante, com posse de um bilhete, for atravessar uma catraca, seu rosto será fotografado.Desta forma, a imagem será comparada com a fotografia cadastrada no bilhete para garantir que é a mesma pessoa.
   

De acordo com Lucchesi, a nova tecnologia poderá ser usada a partir do mês de abril, mas a decisão será tomada apenas pelo novo Conselho de Administração do museu, que assumirá no próximo sábado (11).
   

O Museu dell'Opera del Duomo é formado pela catedral, o campanário e o batistério. O complexo arquitetônico dispõe de três andares, mais de 20 salas e cerca de 6 mil metros quadrados. Entre os principais nomes artísticos encontrados no museu estão Michelangelo, Donatello, Giovanni del Biondo.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA