Saiba como Matera tem honrado o título de Capital da Cultura

Cidade organizou série de eventos para provar merecimento

Saiba como Matera tem honrado o título de Capital da Cultura (foto: ANSA)
16:52, 05 JunMATERA ZCC

(ANSA) - A cidade de Matera, no extremo-sul da Itália, foi eleita como a Capital Europeia da Cultura em 2019 e, desde então, tem organizado uma série de eventos no território italiano e no exterior para provar seu merecimento.

Considerada na década de 1950 como a cidade maldita, Matera se reinventou e recebeu o título atribuído anualmente pela Comissão Europeia. A expectativa em relação ao local vencedor é de que a região realize uma série de eventos culturais.

A escolha aconteceu com base em um critério definido pela União Europeia, que inclui se a cidade tem potencial para se beneficiar social e economicamente da honraria.

Neste mês, Matera programou uma série de eventos nos Estados Unidos e em Bahrain. A iniciativa acontece graças ao Consulado Italiano e ao Instituto Cultural Italiano da Califórnia, em colaboração com a Fundação Matera-Basilicata 2019 e a Câmara de Comércio e Município.

Entre as atividades, foram realizadas reuniões no Centro Italiano de Ciência e Tecnologia Espacial, além de um jantar feito por um chef italiano com produtos importados diretamente de Matera e a inauguração da exposição fotográfica "Paesaggi Probabili" ("Paisagens Prováveis", em tradução livre), de Nico Colucci, no Instituto Cultural Italiano, em São Francisco.

Matera e seu rico programa cultural também está no centro das celebrações do 'Dia da República Italiana" no Bahrein, que serão realizadas em 10 de junho. É esperado ainda que ocorra a apresentação do Projeto Basilicata Árabe Heart e o lançamento de uma mostra fotográfica com imagens de cinco municípios italianos: Aliano, Pietrapertosa, Tricarico, Matera e Tursi. A ideia é mostrar os traços árabes, a natureza e as tradições dos locais.

Este é o primeiro evento antes da realização da semana da cultura árabe em setembro na Basilicata.

"Para uma cidade pequena como Matera, essas duas grandes vitrines internacionais são uma oportunidade importante. Um grande obrigado, portanto, vai para o Ministério das Relações Exteriores, que com seus escritórios diplomáticos e com o apoio dos Institutos Culturais Italianos, está dando um apoio significativo à divulgação das atividades da Matera 2019 também fora da Europa", comentou o diretor geral de Matera, Paolo Verri.

No território italiano, por sua vez, Matera lançou um projeto para revigorar partes abandonadas da cidade, na qual incentiva os moradores a plantar canteiros de flores, jardins e legumes nos subúrbios. A medida é coordenada por artistas e paisagistas voluntários.

Além disso, há um projeto cultural destinado a crianças e jovens, o qual envolve 60 aulas para contar a história da região. Por fim, um dos principais eventos é a re-adaptação da produção do "Purgatório", segunda parte da Divina Comédia, de Dante Alighieri. A peça é coordenada por Marco Martinelli e Ermanna Montanari. O elenco é formado por moradores da cidade. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA