Vilarejo italiano recebe novos 'moradores' de 5 países

Grupo viverá na cidade por três meses e criará modelo turístico

Casas no centro histórico de Grottole, no extremo-sul da Itália
Casas no centro histórico de Grottole, no extremo-sul da Itália (foto: ANSA)
16:27, 07 JunROMA ZLR

(ANSA) - A plataforma de hospedagem Airbnb lançou em janeiro passado um concurso para patrocinar a ida de quatro pessoas a um vilarejo da Itália chamado Grottole, mas o número de candidaturas superou - e muito - as expectativas.

Segundo Federica Calcaterra, responsável de comunicação do Airbnb, cerca de 280 mil pessoas se ofereceram para participar do projeto. "Isso mostra o quanto a Itália rural do sul é considerada um destino dos sonhos", declarou.

A iniciativa, batizada como "Italian Sabbatical", foi criada para chamar atenção para o esvaziamento de vilarejos como Grottole, que fica na província de Matera, extremo-sul da Itália, e cujo centro histórico é habitado por apenas 300 pessoas.

O projeto acabou selecionando cinco voluntários, um a mais do que o planejado, entre os 280 mil candidatos, e os premiados iniciaram sua experiência nesta semana. Eles são provenientes de Buenos Aires (Argentina), Melbourne (Austrália), Vancouver (Canadá), Cardiff (Reino Unido) e Tucson (EUA) e chegaram em Grottole visivelmente emocionados, acolhidos inclusive por moradores de vilarejos vizinhos.

"O afeto que estão demonstrando é verdadeiramente comovente. O vilarejo é ainda mais belo do que eu imaginava, e não vejo a hora de trabalhar com os outros voluntários para ajudar essa comunidade", disse a fotógrafa Anna Tachado, de Melbourne.

O grupo ficará na cidade até 31 de agosto, para aprender as tradições locais e ajudar os moradores na criação de uma oferta turística focada nas experiências, que serão oferecidas mundialmente por meio do Airbnb.

"Acreditamos neste projeto desde o início e estamos impressionados com a atenção internacional que ele levantou", disse Calcaterra. O "Italian Sabbatical" é realizado em parceria com a ONG local Wonder Grottole, que busca criar um modelo de turismo sustentável e voltado a vilarejos e zonas rurais. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en