DJ Alok vira cidadão italiano

Artista tem origens em San Giovanni a Piro, na Campania

DJ Alok vira cidadão italiano
DJ Alok vira cidadão italiano (foto: Ansa)
15:05, 11 SetSÃO PAULO ZBF

(ANSA)-  O DJ Alok recebeu nesta quarta-feira (11) a cidadania honorária de San Giovanni a Piro, na Campania, sul da Itália.
 

Considerado o DJ número 1 no Brasil e o 13º no mundo, Alok se reuniu com o prefeito Ferdinando Palazzo, em cerimônia oficial, para ser agraciado com a cidadania honorária e concluir, assim, seu processo de reconhecimento de origem italiana.

 

"Meu pai tinha aberto o processo de cidadania há 10 anos. E eu sempre quis ir atrás disso", contou Alok, em entrevista exclusiva à ANSA. O artista, cujo o nome completo leva o sobrenome italiano Petrillo (Alok Achkar Peres Petrillo), aproveitou a visita a San Giovanni a Piro para conhecer a antiga residência de seu bisavó, Domenico, que imigrou para o Brasil, mas acabou se separando do próprio irmão ao desembarcar na América do Sul.
   

"É muito interessante a gente vir para cá e vivenciar a história. Eu penso na separação daqueles dois irmãos e como nossos atos podem refletir daqui a vários anos", disse o produtor musical.
   

 

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

The best festival in the world! Love u all! @tomorrowland 2019 ? Quem acompanhou ai? Estou MUITO feliz! Obrigado por acreditarem! ??

Uma publicação compartilhada por Alok (@alok) em

Alok agora se torna um dos cidadãos italianos mais famosos de San Giovanni a Piro, que fica na província de Salerno e tem cerca de 3,7 mil habitantes. A documentação do DJ foi organizada pelo ítalo-brasileiro Diego Mezzogiorno, da Câmara de Comércio Italiana de Santa Catarina.
   

Além disso, a concessão da cidadania faz parte de um projeto da Campania de turismo de retorno, estimulando os descendentes de italianos a resgatarem suas origens. "Eu já ganhei dois prêmios na Itália e acredito que isso, de certa forma, facilitou para a cidadania honorária", afirmou o DJ.
   

Dono de hits como "Hear Me Now" e "Ocean", Alok também tem em seu currículo uma releitura da canção italiana "Bella Ciao", produzida em parceria com Bhaskar, Jetlag e André Sarate.
   

A música, que é uma marca da resistência italiana contra o fascismo, ganhou fama mundial com a série "La Casa de Papel". "Achei muito legal que 'Bella Ciao' voltou à tona, ela tem toda uma história que justifica esse sucesso. Ela me lembra 'caminhando e cantando e seguindo a canção' (de Geraldo Vandré), é muito genuína", disse Alok que, aos 28 anos, espera seu primeiro filho do relacionamento com a médica Romana Novais.
    (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en