Pietà de Michelangelo em Florença será restaurada diante do público

Peça passará por processo acurado de limpeza

Pietà de Michelangelo em Florença será restaurada diante do público
Pietà de Michelangelo em Florença será restaurada diante do público (foto: EPA)
20:00, 27 NovROMA ZBF

(ANSA) - Uma das esculturas de Michelangelo Buonarroti, a Pietà de Florença passará por um processo de restauração no Museo dell'Opera del Duomo, na Itália. O ponto curioso é que todo o trabalho poderá ser conferido ao vivo pelo público.

A restauração será conduzida pela italiana Paola Rosa, especialista em obras de Michelangelo. Os trabalhos começaram no último dia 23 de novembro e devem durar cerca de seis meses - período durante o qual os visitantes do museu poderão conferir as etapas do processo.

"Pietà já passou por outras manutenções no passado, mas sempre de maneiras pontuais e rotineiras. A nova restauração será focada no aspecto estético, através de uma limpeza cautelosa", disse Rosa. "Mas a intervenção será mínima. O objetivo é melhorar a leitura da obra", explicou a restauradora.


A peça foi esculpida em um enorme bloco de mármore de Carrara entre os anos de 1547 e 1555, quando Michelangelo estava já com 80 anos de idade, e deveria ornar o altar de uma igreja romana onde o artista gostaria de ser sepultado.

No entanto, o destino de Pietà tomou outros rumos. Em um momento de desconforto, o artista se rebelou contra a peça e tentou destruí-la. Ao fim, vendeu-a em 1561, três anos antes de sua morte, ao arquiteto fiorentino Francesco Bandini. Passando de mão em mão e de proprietários, em 1674, a escultura foi comprada por Cosimo III, da família Medici, grão-duque da Toscana, e levada de Roma a Florença, onde terminou nos porões da Basílica de San Lorenzo, posteriormente Catedral de San Lorenzo. A peça chegou ao Museo dell'Opera del Duomo em 1981.
   

A escultura retrata o corpo de Cristo sustentado por Nicodemo, abraçado pela Virgem Maria e, à esquerda, Maria Madalena. No rosto de Nicodemo, o artista fez seu autorretrato. "Estamos todos emocionados, é uma obra importantíssima, cheia de significado", afirmou Andrea Pessina, superintendente de Arqueologia e Artes de Florença, Pistoia e Prato.
   

Além da Pietà de Florença, Michelangelo esculpiu a Pietà do Vaticano e a Pietà Rondanini. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA