Salão do Móvel de Milão terá foco na ética e na beleza

A próxima edição do evento acontece entre 21 e 26 de abril

Salão do Móvel é a principal feira de design do mundo
Salão do Móvel é a principal feira de design do mundo (foto: ANSA)
12:42, 15 FevMILÃO ZLR

(ANSA) - A 59ª edição do Salão do Móvel de Milão, que acontece de 21 a 26 de abril, terá como centro a "ética" e a "beleza".

A principal feira de design do mundo deve reunir 2,2 mil expositores e centenas de milhares de visitantes, apesar da provável ausência do público chinês por causa da epidemia de coronavírus - no ano passado, foram 30 mil pessoas provenientes do país asiático.

"A edição de 2020 do Salão do Móvel confirmará o percurso ético e virtuoso seguido pelas empresas de mobiliário. Muitas já entraram no rumo de uma economia circular, e os números mostram isso: 72% investem no reuso de materiais recicláveis; 44% usam produtos reciclados; 67% investem na gestão correta de produtos descartados; e 49% estão atentas à economia de energia", disse o presidente da feira, Claudio Luti.

Ele, no entanto, cobrou mais apoio dos órgãos públicos. "É o momento de dizer em alto e bom som que a sustentabilidade não pode caminhar apenas sobre as pernas dos empreendedores, sobretudo dos pequenos. Peço à política e às instituições que não deixem sozinho quem leva o 'made in Italy' ao mundo", acrescentou.

Para reforçar a conexão com Milão, o Salão do Móvel será inaugurado com um concerto regido pelo maestro Riccardo Chailly, diretor musical do Teatro alla Scala. "O lema da edição deste ano, 'Milão, projetar a beleza', coloca criadores, empresas, visitantes e milaneses em uma nova dimensão. Eficiente, competitiva, inovadora e internacional, Milão descobriu que também é bela", afirmou o prefeito Giuseppe Sala. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA