Bienal de Arquitetura de Veneza é adiada por causa do coronavírus

Data do início da mostra foi alterada para 29 de agosto

Com curadoria de Hashim Sarkis, a 17ª edição do evento terá como slogan a frase "How will we live together?" (foto: ANSA)
18:58, 05 MarVENEZA ZCC

(ANSA) - A Bienal de Arquitetura de Veneza, que seria realizada entre 23 de maio e 29 de novembro, foi adiada em decorrência do surto do novo coronavírus que atinge a Itália. Segundo os organizadores, a mostra internacional acontecerá agora de 29 de agosto a 29 de novembro.

As novas datas foram estabelecidas como uma forma de precaução já que o evento deve receber diversos profissionais de mais de 60 países.

Além disso, a medida foi tomada depois que o governo italiano aprovou um decreto no qual prevê que museus, cinemas, teatros, eventos e espetáculos de qualquer natureza só poderão abrir as portas se puderem garantir uma distância mínima de um metro entre os frequentadores.

"Essa situação põe em risco a realização da exposição na íntegra para a data prevista de abertura - 23 de maio -, comprometendo sua qualidade", anunciou a Bienal de Veneza em comunicado.

"Considerando que na semana seguinte, em 2 de setembro, está programada a abertura do 77º Festival Internacional de Cinema, dirigido por Alberto Barbera, com o início quase simultâneo desses dois eventos históricos, a bienal oferecerá a Veneza e ao mundo um período de grande interesse cultural e apelo internacional", acrescenta a nota.

Com curadoria de Hashim Sarkis, a 17ª edição do evento terá como slogan a frase "How will we live together?" ("Como viveremos juntos?, em tradução livre). A Mostra Internacional de Arquitetura de Veneza é um dos principais eventos do mudo no setor e acontece a cada dois anos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA