Filme 'O Traidor' vence 'David di Donatello', o Oscar da Itália

Longa de Marco Bellocchio conta a história de Tommaso Buscetta

Longa de Marco Bellocchio conta a história de Tommaso Buscetta
Longa de Marco Bellocchio conta a história de Tommaso Buscetta (foto: ANSA)
18:55, 08 MaiROMA ZCC

(ANSA) - "O Traidor" ("Il Traditore"), dirigido por Marco Bellocchio e fruto de uma coprodução entre Itália e Brasil, venceu na noite desta sexta-feira (8) o prêmio "David di Donatello", considerado o "Oscar" do cinema italiano, de melhor filme.

O longa narra a história do mafioso Tommaso Buscetta, primeiro grande delator da Cosa Nostra e que teve sua vida intimamente ligada ao Brasil, de onde foi extraditado duas vezes. O elenco conta com os atores Maria Fernanda Cândido, Luigi Lo Cascio e Pierfrancesco Favino.

Até o momento, o longa, fruto de uma coprodução entre Itália e Brasil, já garantiu também as estatuetas de melhor diretor (Bellocchio), melhor ator (Favino) e melhor ator coadjuvante (Lo Cascio).

Já a categoria de melhor atriz ficou com Jasmine Trinca, pela atuação em "La Dea Fortuna", de Ferzan Ozpetek.

No início da cerimônia, em uma mensagem enviada por carta, o presidente da Itália, Sergio Mattarella, afirmou que "o cinema, como muitos grandes mestres italianos nos ensinaram, é a arte do sonho".

Ele lembrou que esse sonho "se realiza sempre, concretamente, com a colaboração de toda uma cadeia profissional - atores, diretores, técnicos, roteiristas, pintores, cenógrafos, figurinistas, músicos e muitos outros - e que gera, em nível industrial, uma armadura significativa e importante".

"Para reconstruir nosso país após a dramática epidemia, será necessário recuperar inspirações e, portanto, voltar a sonhar e fazer as pessoas sonharem", finalizou.

A cerimônia da premiação italiana, que ainda está em andamento, é transmitida pela emissora Rai. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA