Italianos no Brasil poderão entregar voto de referendo pessoalmente nos consulados

Possibilidade foi anunciada nesta sexta-feira

Plenário do Senado da Itália, em Roma
Plenário do Senado da Itália, em Roma (foto: ANSA)
16:37, 11 SetSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Eleitores italianos residentes no Brasil poderão entregar presencialmente as cédulas preenchidas para o referendo constitucional dos dias 20 e 21 de setembro, que decidirá sobre uma reforma que reduz em um terço o número de parlamentares no país europeu.

Normalmente, os eleitores italianos precisam enviar os envelopes com seu voto via Correios, mas, com a greve na empresa, foi aberta a possibilidade de entregá-los pessoalmente nos dias 14 e 15 de setembro, das 9h às 16h.

"Tendo em vista o caráter excepcional da situação geral, informamos os eleitores no Brasil que, caso ainda não tenham recebido o envelope eleitoral para o Referendo Constitucional ou o tenham recebido após este comunicado, poderão solicitar a segunda via ou entregar o envelope eleitoral pré-franqueado diretamente [...] na segunda-feira, 14, e na terça-feira, 15 de setembro, das 9h às 16h.

A mesma facilidade também se aplica àqueles que ainda não receberam a segunda via solicitada ou a receberam após este comunicado à imprensa", diz uma nota oficial da rede consular italiana.

O comunicado lembra que a votação é pessoal e que cada eleitor deve ter um documento de identificação válido no ato da entrega.

Além disso, o eleitor poderá entregar apenas o seu envelope, não sendo permitido levar o voto de outra pessoa. Por conta da pandemia do novo coronavírus, só será permitida a entrada nas sedes consulares de eleitores com máscara.

Os votos que chegarem ao consulado de competência depois das 16h de 15 de setembro não serão contabilizados na apuração. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA