Obama diz que decreto de imigração é só o 1º passo

Presidente rebateu os críticos e pediu reforma no Congresso

O presidente Obama rebateu críticos, após anúncio da nova lei de imigração
O presidente Obama rebateu críticos, após anúncio da nova lei de imigração (foto: EPA)
20:25, 21 NovNOVA YORK ZAR

(ANSA) - Um dia depois de anunciar a nova lei de imigração dos Estados Unidos, o presidente Barack Obama voltou a falar sobre o tema, nesta sexta-feira (21), em Las Vegas. Ele rebateu as críticas da oposição, que o acusa de abuso de poder, por ter anunciado a lei por decreto, sem consultar o Congresso.


    "O decreto é só o primeiro passo. E não será o único. É necessária uma ampla reforma para corrigir todo o sistema e que deve ser aprovada pelo Congresso ", disse o presidente dos EUA.


    "Existe muito há fazer sobre vistos de trabalhadores qualificados, cidadania e programa para trabalhadores sazonais. Por isso, digo aos meus críticos. Façam a reforma", afirmou o presidente.


    A lei anunciada por Obama atinge cinco milhões de imigrantes clandestinos que moram nos EUA há mais de cinco anos ou que tiveram um filho no país que nasceu antes do dia 20 de novembro de 2014. Essas pessoas poderão requerer um visto de trabalho com validade de três anos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA