Mentor voltou a locais de atentados em Paris

Celular de Abdelhamid Abaaoud foi usado perto do Bataclan

Abdelhamid Abaaoud é tido como mentor dos atentados de 13 de novembro
Abdelhamid Abaaoud é tido como mentor dos atentados de 13 de novembro (foto: AP)
20:56, 24 NovPARIS ZLR

(ANSA) - O belga Abdelhamid Abaaoud, mentor dos atentados de 13 de novembro de 2015 em Paris, provavelmente voltou aos locais dos ataques naquela mesma noite.

 

Segundo o procurador da capital francesa, François Molins, após ter participado dos tiroteios contra bares e restaurantes dos 10º e 11º arrondissements da cidade, o terrorista se encontrou com um cúmplice no município de Montreuil, mais precisamente às 22h15 (horário local). Cerca de 10 minutos depois, ele passou pela estação de metrô Nation, a poucos quilômetros do Bataclan.

 

Entre 22h28 e 0h20, seu telefone registrou ligações nos 12º, 10º e 11º arrondissements de Paris - nesta ordem -, nas proximidades da casa de espetáculos invadida por outra equipe de terroristas. Sendo assim, ele teria se dirigido ao Bataclan pouco antes da intervenção da polícia francesa no local.

 

Nos dias seguintes, Abaaoud passou pelas cidades de La Courneuve e Gennevilliers, até que, na noite de 17 de novembro, foi resgatado pela sua prima Hasna Ait Boulahcen, que o levou para um apartamento em Saint-Denis, nos arredores da capital. Dois dias depois, eles morreram nessa mesma residência, durante uma operação das forças especiais.

 

O belga era uma figura de destaque do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), autor dos atentados de 13 de novembro, e já até "estrelou" um vídeo da organização, no qual aparece dirigindo um veículo 4x4 repleto de corpos.

 

Abaaoud e um cúmplice planejavam um ataque suicida no distrito financeiro de La Défense, em Paris. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA