Hollande recebe Merkel e pede mais auxílio contra EI

Presidente e chanceler também homenagearam vítimas de atentados

François Hollande recebe Angela Merkel em Paris (foto: EPA)
20:53, 25 NovPARIS ZLR

(ANSA) - O périplo do presidente da França, François Hollande, por reuniões com líderes internacionais para unificar as estratégias de combate ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI), autor dos atentados de 13 de novembro em Paris, prosseguiu nesta quarta-feira (25).

 

Após ter sido recebido pelo mandatário norte-americano, Barack Obama, em Washington, Hollande se encontrou com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, na capital francesa e desejou que Berlim "faça mais" na luta contra o EI.

 

Antes da reunião, os dois visitaram a praça da República, palco das homenagens dos parisienses às 130 vítimas dos ataques de 13 de novembro. Eles estavam acompanhados da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, e Merkel depositou uma coroa de flores no local.

 

"Desejo que a Alemanha possa se empenhar mais na luta contra o Estado Islâmico. Nenhum país está a salvo de uma ação do EI", disse Hollande, com a chanceler ao seu lado. Já a líder prometeu enviar 650 soldados ao Mali, onde a França tenta conter levantes de movimentos radicais islâmicos. "Seremos mais fortes que o terror. Não poderemos bater o EI com palavras", acrescentou Merkel.

 

Nesta quinta-feira (26), o presidente da França receberá pela manhã o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, e em seguida irá a Moscou para um encontro com o chefe de Estado da Rússia, Vladimir Putin. "Direi ao presidente russo que o EI é quem devemos combater", declarou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA