Eslováquia entra com recurso contra cotas de imigração na UE

País entrou com medida na Corte Europeia por violação de direito

União Europeia definiu redistribuição de 120 mil refugiados que chegam ao continente europeu (foto: EPA)
21:45, 02 DezBRATISLAVA ZGT

(ANSA) - A Eslováquia entrou com um recurso na Corte Europeia questionando o sistema de cotas de imigrantes adotado pela União Europeia em setembro, informou o primeiro-ministro do país, Robert Fico, nesta quarta-feira (02).

 

Segundo o premier, a medida "violou" regras do próprio bloco. "A decisão sobre as cotas obrigatórias foi tomada violando o direito europeu. Consideramos que elas não são aplicáveis. A prática demonstra que as cotas são um fiasco", disse o líder político eslovaco.

 

A Eslováquia já havia reclamado da medida quando ela foi anunciada, em setembro deste ano e votou contra o projeto quando ele foi levado ao Conselho de Ministros do Interior. O plano prevê a redistribuição de 120 mil imigrantes que chegaram ao continente europeu nos últimos meses com base em cotas de imigração para cada nação.

 

Atualmente, Itália e Grécia são as principais portas de entrada para os estrangeiros que chegam, principalmente, pelo Mar Mediterrâneo. Segundo dados da Organização Mundial para a Migração, só em 2015, 868 mil deslocados já chegaram à Europa fugindo de guerras, conflitos e da miséria. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA