União Europeia recebe mais de 800 mil pedidos de asilo

Número é recorde, segundo dados do Eurostat

Na Itália, número de pedidos de asilo subiu 91% no terceiro trimestre
Na Itália, número de pedidos de asilo subiu 91% no terceiro trimestre (foto: ANSA)
20:53, 10 DezBRUXELAS ZGT

(ANSA) - A União Europeia recebeu mais de 800 mil pedidos de asilo, que estão sendo avaliados, até o fim de setembro de 2015, informou a agência europeia de estatísticas Eurostat nesta quinta-feira (10).

 

Segundo a entidade, o número é um novo recorde para o período, já que até setembro de 2014, a quantidade de requerimentos estava em 435 mil. Entre as nações europeias, a Alemanha tem 45% das solicitações (366 mil), seguida pela Hungria com 13% (107,5 mil), pela Suécia com 11% (85,7 mil) e pela Itália com 6% (50,5 mil).

 

O Eurostat divulgou também os números específicos do terceiro trimestre de 2015 (entre julho e setembro) e, no total, a UE recebeu 410 mil pedidos no período. Alemanha e Hungria dividiram a maior parte das demandas, com 26% cada (108 mil, em números totais), seguidas pela Suécia (10%, 42,5 mil), Itália (7%, 28,4 mil) e Áustria (6,8%, 27,6 mil). O índice para os italianos significou um aumento de 91% de solicitações na comparação com o trimestre precedente.

 

A crise dos imigrantes atingiu seu ápice até o mês de setembro, com milhares de pessoas usando diversas rotas para chegar a Europa e fugir de conflitos na Síria, Iraque, Afeganistão, Eritreia, entre outros.

 

Canadá anuncia que receberá refugiados

 

As autoridades canadenses anunciaram nesta quinta-feira que receberão 25 mil imigrantes sírios ainda neste ano. Segundo o ministro de Imigração, John McCallum, aviões do país irão buscar os sírios nos campos de refugiados em Amã, na Jordânia, e Beirute, no Líbano.

 

União Europeia abre procedimento contra a Itália

 

A Comissão Europeia abriu um procedimento de infração contra a Itália pela suspeita do país não ter recolhido as impressões digitais de todos os imigrantes que chegaram ao seu território.

 

Em uma carta de notificação, primeiro passo para a abertura do processo, a Comissão exorta a Itália, a Grécia e a Croácia para cumprirem corretamente o regulamento da União Europeia.

 

Segundo fontes, o processo não surpreendeu o governo italiano já que houve uma intensa troca de relatórios informativos entre Bruxelas e Roma. A abertura do procedimento deverá durar alguns meses e, caso as correções ao problema não sejam tomadas, o caso poderá ser levado para a Corte de Justiça.

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA